Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Nóias&Manias

" The most courageos act is still to think for yourself. Aloud " - Coco Chanel

Nóias&Manias

" The most courageos act is still to think for yourself. Aloud " - Coco Chanel

Não me venham com tretas

11.09.18, Catarina Sousa

 

 

IMG_20180907_122608.jpg

 

 

Amor quando é mesmo amor aquele que queima, arde, aperta, inquieta mas também aquele que alivia, serena, alegra e ainda cresce, inevitável em alguma dessas fases magoa. E é assim mesmo que tem de ser, não me venham dizer que amor quando é verdadeiro não magoa, não nos deixa tristes e muitos menos nos faz chorar como muitas vezes ouço por aí porque no meu ponto de vista é justamente ao contrário. E não falo só no amor entre homem/mulher, mulher/mulher ou homem/homem.. Mas sim também entre pais e filhos, irmãos, melhores amigos e por aí vai, falo de todas as relações que envolvam o verdadeiro amor. As pessoas não são todas iguais, nem sequer semelhantes e raramente parecidas, crescem e têm vivências completamente diferentes talvez por isso hajam mil e um feitios diferentes uns mais tortos que outros, outros mais ásperos, azedos, calados alguns até mesmo mudos mas todos diferentes e aqui está a minha justificação para a minha opinião.As pessoas quando se conhecem e se apaixonam têm a fase de aprendizagem um com o outro mas há sempre coisas novas a cada mês, a cada ano e sobretudo a cada obstáculo que a vida nos dá. Porque pensamos de uma determinada maneira e se calhar agimos/reagimos de forma diferente do que aquela pessoa está a espera, porque as opiniões podem chocar ou porque simplesmente o teu feitio é assim ou assado, mas tu magoas se calhar até sem te aperceber, se calhar e em principio sem intenção mas magoas. Mas não quer dizer que não ames, eu não amo muita gente na minha vida, aliás posso contar pelos dedos de uma mão, mas eu amo mesmo de formas que não consigo nem nunca conseguirei sequer explicar mas com toda a certeza que já magoei essas pessoas em alguma altura muito ou pouco por imaturidade por falta de senso ou juízo não sei, só sei que metade de mim é feita de amor e a outra também.

 

Arte do mal dizer.

07.09.18, Catarina Sousa

IMG-20180904-WA0089.jpg

 

 

 Filtros, mas não são os do insta nem os do snap e muito menos do Facebook. São os filtros internos que vamos ganhando ao longo do tempo e ao longo das patadas que a vida nos vai dando (ou não), aqueles que nos dizem se devemos descartar ou guardar aquilo que nos é dito. 
Estes dias estive a ver uns Posts da Bruna Marquezine no insta sobre as opiniões/comentários dos fãs às suas fotografias que diziam que ela estava muito magra que se calhar até estava doente e etc. E por um lado ela têm razão em tudo o que disse, as pessoas estão cada vez a ficar mais maldosas, especialmente as mulheres e contra as mulheres é a minha opinião e também é verdade como ela mesmo disse que um comentário triste ou uma crítica não tão construtiva pode deitar a baixo quem quer que seja se estiver numa má fase.
Mas a verdade também é uma nós próprios temos que começar a crias as barreiras que nos defendam desse tipo de coisas, estamos numa era de opiniões livres sobre tudo e qualquer coisa e a qualquer minuto, cabe a nós pessoas que as recebemos registar-las ou não. Eu também já o fiz, as vezes até sem intenção de tal mas as pessoas evoluem, crescem. E se eu já fui de um tempo em que tudo para mim era um problema, que ficava mal quando sabia que este ou aquele tinham falado mal de mim e quando me diziam coisas que eu não gostava. Porque há mesmo pessoas que só fazem isso da vida falar mal e fazer mal para os outros, ah mas eu cansei de querer satisfações e tentar perceber o porquê e etc... Hoje eu estou me marimbando para isso tudo e sabem porquê??? Porque sou feliz e acima de tudo de bem comigo mesma. Porque criei os meus próprios filtros e hoje sei o que é e quem é importante para mim ouvir. Porque gosto muito de mim, daquilo que faço, dos projetos que tenho, das pessoas que tenho ao meu lado, amo e sinto-me amada e sou feliz assim. Porque é muito fácil meus queridos, as pessoas são cada vez mais maldosas porque também são cada vez mais infelizes. Por isso não criem raiva e tristeza que muitas vezes pode acontecer, mas sim tenham pena e simplesmente ignorem, pode ser que um dia eles também se cansem. 

O que não se diz.

02.09.18, Catarina Sousa

 

IMG_20180902_001729.jpg

 

Deu-me um abraço e um beijo na testa com um sorriso enorme, mas com os olhos cheios de água e disse-me até já meu amor o tempo passa a correr.
Vai (fica), não te preocupes com nada que fica tudo bem por aqui (e o que não ficar não te conto, não te quero preocupar).
E eu respondo, claro que sim daqui a nada já cá estou novamente (se soubesses que ainda não fui e já conto os minutos para voltar).
Não é que não queira viver a minha vida, alcançar os meus objectivos e concretizar os meus sonhos, mas ter de o fazer a 3000km de casa não é que seja mau, mas é complicado.
Pelo que dizem deveria ser ao contrário, mas custa-me cada vez sempre mais a partida.

 

Pág. 2/2